5 razões pelas quais escolhemos a educação domiciliar

5 razões pelas quais escolhemos a educação domiciliar

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Ouça abaixo.

Nunca falha. Quando conto a alguém, que fazemos educação domiciliar, a questão inevitável é: “Por quê?”

Embora esteja acostumada a responder com facilidade, nunca compartilho o raciocínio completo por que fazemos a educação domiciliar.

A educação é uma escolha pessoal, e estou plenamente ciente de que meu raciocínio sobre o motivo pelo qual fazemos a educação domiciliar pode fazer com que os outros sintam que suas escolhas são menos do que desejáveis. Gostaria de enfatizar que este não é o caso. Tomamos a decisão da educação domiciliar com base em nossas meninas, suas personalidades e nossas experiências.

Quando começamos a educar em casa, tivemos uma razão inicial a saúde e a segurança da minha filha mais velha. Pois então, minha filha mais velha tem uma alergia anafilática ao leite. A ingestão de produtos lácteos é fatal.

Meu marido e eu, tendo participado no sistema de educação, sabemos como os professores e a equipe de apoio são sobrecarregados. Na verdade, testemunhamos descuidos onde uma criança consumia algo que não deveria comer. Não poderíamos correr esse risco com a nossa filha. Para nós, a educação domiciliar era uma decisão de vida ou morte.

Eu compreendo que existem crianças com esse tipo de alergia no sistema escolar. Hoje em dia, as escolas estão muito mais conscientes da anafilaxia, mas o laticínio não é uma alergia anafilática comum. As pessoas muitas vezes pensam em uma alergia ao leite como intolerância à lactose ou apenas uma alergia ao leite. No entanto, minha filha é alérgica ao leite, iogurte, sour cream, manteiga e muito mais. Sua alergia é a de todos os produtos lácteos e subprodutos.

As alergias da minha filha nos colocou na jornada da educação domiciliar, mas agora que entramos, mesmo que minha filha superasse sua alergia, ainda escolheríamos a educação domiciliar.

A educação domiciliar é o que funciona melhor para a nossa família e aqui estão os motivos:

1 – Nós controlamos o currículo

Com a educação domiciliar, posso escolher o currículo que melhor atende ao estilo de aprendizagem do meu filho.

Aluno visual? Não há problema, podemos incorporar isso em nossos planos. Explorador manual? Podemos incluir materiais e ferramentas para facilitar a aprendizagem prática.

Adoro o fato da educação dos meus filhos ser personalizada especialmente para eles!

2 – Uma atmosfera mais tranquila

A educação domiciliar, em sua maior parte, é uma atmosfera muito mais tranquila do que a do sistema escolar tradicional. Minhas filhas podem dormir um pouco mais se precisarem. Elas podem aprender vestidas em pijamas e comer sempre que seus corpos exigem comida.

Nossa rotina é adaptada conforme nossas necessidades. Sim, alguns dias estão longe de serem tranquilos pois às vezes uma criança está mal-humorada, mas na maioria das vezes, os dias calmos superam os intensos.

3 – Estou conectada com a educação do meu filho

Em inúmeras situações em encontros diários surgiram lições naturais que pude usar como uma oportunidade para melhorar o aprendizado e o currículo do meu filho.

Uma vez que sou eu fazendo o planejamento e o ensino, estou plenamente consciente do que meu filho está (e estará explorando) durante todo o ano letivo. Então, quando as oportunidades se apresentam, as aproveitamos!

Não posso sequer imaginar não saber o que meu filho está aprendendo na escola!

4 – Minha casa, meus valores

Sim, eu sou cristã. Mas isso vai além da minha fé. Quando eu escuto crianças pequenas vindo pra casa usando uma linguagem horrível e demonstrando um “conhecimento” sexual explícito, estremeço. A infância passa muito rápido, e a inocência que costumava perdurar até a criança ficar um pouco maior tem mudado drasticamente.

Vivemos em um mundo no qual a informação está na ponta dos dedos. Se meus filhos vão para a escola, estão à mercê dos valores que os pais, professores e crianças daquela escola têm. Eu não poderia impedir a criança que está mostrando conteúdo inapropriado ao meu filho no seu smartphone durante o intervalo. Eu não poderia proteger meu filho de situações e do conhecimento de coisas que estão além do seu nível social e emocional de desenvolvimento.

Sim, algumas pessoas dizem que sou muito protetora.

Minha resposta? Quem se importa se estou protegendo demais meu filho? Quero preservar a alegria e a inocência da infância. A vida se torna difícil muito rápido, por que correr?

5 – Mais Tempo com Meus Filhos

Eu amo meus filhos profundamente. Quando tive a minha primeira filha, eu costumava virar os olhos em desaprovação toda vez que alguém me dizia para aproveitar cada momento pois filhos crescem muito rápido.

No entanto, rapidamente percebi que não era um clichê; é verdade! Dez anos atrás eu tinha 31 anos. Daqui 10 anos, terei 51 e minha filha mais velha, 18. De fato, eles crescem muito rápido. Antes que perceba, minhas meninas estarão fora de casa, possivelmente com sua próprias famílias. Quero aproveitar meu tempo com elas o máximo que puder.

Os abraços no sofá enquanto escutamos um audiobook, o móvel da cozinha que se transformou num laboratório de ciências e o jardim que se tornou o parque de diversão de cientistas, logo serão coisas do passado. Mas as memórias ficarão para sempre na nossa mente e coração, tanto para meus filhos como para mim, pelo resto da vida.

Fonte Original aqui: https://www.huffingtonpost.com/jennifer-bly/5-reasons-why-we-choose-t_b_9041624.html

Autora: Jennifer Bly | Tradução: Lidi Cecilio | Edição: Thiago McHertt

Seja Membro Educalar Premium

Artigos Relacionados

Sobre o autor Ver todos os posts Autor do site

Emerson Almeida

Cristão Reformado, membro da Igreja Protestante Reformada em Joinville (SC), casado com Vanessa Almeida e pai do Eric.

4 ComentáriosDeixe um comentário

  • Educalar tem sido uma bênção em nossas vidas, no auxílio da Ed, com bons conteúdos, literaturas, apoio técnico e por vezes espiritual, sendo suporte muitas vezes na educação de nossa filha. Deus continue abençoado este movimento.

  • Compartilho do mesmo sentimento q esta mãe. Só de pensar em minha filha voltando da escola com um linguajar e atitudes q nunca ensinamos ou incentivamos dá frio na barriga, e fora q o ateísmo está crescendo entre os adolescentes, muito triste. Estou amando os artigos, parabéns aos envolvidos neste projeto, Deus continue abençoando!

  • Temos inúmeras razões para educar nossas filhas em casa, mas algumas delas coincidem com estas citadas pela autora. Passar mais tempo juntos, aprender em família, muitas vezes com situações do dia a dia, realmente é inestimável.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado. Os campos marcados devem ser preenchidos *