Meditação: A Aventura nos Braços (Salmo 131)

Tenho aprendido, com muito custo, que uma de nossas maiores dificuldades ao longo do Caminho não são as grandes batalhas que temos que lutar contra os nossos inimigos. Não são as pedras que certas pessoas à margem da estrada nos atiram, nem tampouco trata-se de alguma tarefa herculana a realizar.

Faça Parte da Comunidade Educalar

Estou convencido de que um dos maiores desafios é aprendermos a desfrutar do colo de Deus. Infelizmente, a falta de movimentos bruscos ou vertiginosos acentua nossa miopia para enxergarmos toda a aventura que em Seus braços fomos chamados para viver. Acreditamos que ali é apenas o lugar de nos abastecermos dos recursos divinos, e por isso começamos a nos debater intensamente, logo depois que dali sugamos o suprimento que desejamos. Nossa vida cotidiana é uma sucessão contínua de atividades, e em um mundo que premia o hiperativismo, definitivamente desaprendemos a descansar.
Demora um pouco até entendermos que a verdadeira aventura acontece quando nossos olhos se deparam com o Seu olhar para nós. Custa até percebermos que é nesse silêncio que nossa comunhão ganha voz, e toma a palavra.
Estar quieto no colo de Deus é, realmente, andar com Ele. Só ali há satisfação, e qualquer outro alimento só irá ferir os lábios da alma que, na realidade, está faminta pelo Seu olhar.
O que tenho visto é que em nenhum outro lugar, momento, pessoa ou atividade nosso coração poderá descansar – enquanto acelera.
Aquieta e faz calar a minha alma
Já não à procura do Teu seio
Mas serenamente Te fitando os olhos
Enquanto neste indescritível momento
De silenciosa e pura comunhão
Os lábios cerrados e feridos de meu espírito
Possam cochichar
Ao compasso das Tuas pulsações
Que finalmente
começo a ser
Teu.

Texto: Tercio Bernardes – Pai Educador – Blog Dos Peregrinos.
Fonte Imagem: https://www.pexels.com/pt-br/foto/afeicao-carinho-simpatia-borrao-3889822/

Você deseja utilizar, compartilhar, copiar ou distribuir este artigo? Entenda como isso pode ser feito de maneira a respeitar os direitos  atribuídos a ele.
Creative Commons – [CC BY-NC-ND 4.0] – http://bit.ly/CCartigosEducalar

Artigos Relacionados

Sobre o editor(a) Ver todos os posts

Bárbara Beatriz

Cristã, casada e mãe educadora. Tenho desejado mais da vida de Cristo em mim e em minha família. Que Cristo cresça e eu diminua!

3 ComentáriosDeixe um comentário

  • Que texto lindo e verdadeiro! Deus te deu habilidade de transformar sentimentos e emoções que a maioria não consegue definir ou expressar em palavras belas e penetrantes, Tércio. Que vc continue usando esse dom para glória dEle.

  • Que refrigério para a alma e corpo, ser lembrada que podemos nos aquietar no colo de nosso Senhor!

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado. Os campos marcados devem ser preenchidos *