Educação Domiciliar é crime?

Educação Domiciliar é crime? Veja uma breve explicação, por Emerson Almeida.

A INEXISTÊNCIA DE EXPRESSO TRATAMENTO LEGISLATIVO E CONSTITUCIONAL SOBRE O TEMA

O ensino domiciliar, como substituto do ensino escolar, não é proibido expressamente por nenhuma norma no ordenamento jurídico brasileiro, seja constitucional, legal ou regulamentar. Nem, tampouco, é expressamente permitido ou regulado por qualquer norma. O fundamento dessa omissão é bastante simples: o assunto somente está sendo debatido no Brasil recentemente e, ainda, de forma tímida.

Existe, pois, uma lacuna na legislação brasileira: os dois principais documentos que tratam de educação (Constituição Federal – CF, art. 205 a 214, e Lei 9.394/98 – Lei de Diretrizes e Bases da Educação – LDB) sequer mencionam a educação domiciliar.

Isso é um fato que começou acontecer somente após a constituição de 1988, pois em todas as constituições anteriores que o Brasil teve, o ato de educar em casa, estava expresso.

Também não consta dos debates legislativos que deram origem a esses textos a discussão a respeito da educação domiciliar. Mesmo em casos como esse, não se pode deixar de caracterizar um fenômeno social como legal ou ilegal, pois não existem fatos “alegais”, ou seja, à margem do Direito. Apenas essa omissão já é suficiente para, de forma preliminar, declarar a validade da educação domiciliar, pois a CF tem como um dos pilares o princípio da legalidade (art.5°, II), que considera lícita qualquer conduta não expressamente proibida em lei.

Leia mais sobre o conceito de crime lendo este artigo: O Conceito de Crime e a Teoria Adotada Pelo Sistema Penal Brasileiro.

Educalar – Educação Domiciliar | Seja um Membro de Nossa Comunidade!
Faça Parte da Comunidade Educalar

Artigos Relacionados

Sobre o editor(a) Ver todos os posts Autor do site

Emerson Almeida

Cristão Reformado, mora em Joinville (SC), casado com Vanessa Almeida e pai do Eric.

2 ComentáriosDeixe um comentário

  • Olá, estou conhecendo o projeto de vcs por agora e tenho uma dúvida. Quando a pessoa vai para a faculdade como faz com a documentação? porque se faz necessário que a gente entregue o histórico escolar do ensino médio. Por quanto tempo a criança fica sem ir para a escola, eu acreditava que a criança ficava em casa somente na fase pré-escolar.

    • Boa tarde!

      Este link acima é sobre o ENCCEJA, dá uma olhada e vê se consegue esclarecer a sua dúvida.

      Resumindo, o seu filho faz a prova do ENCCEJA e obtém o diploma do fundamental e médio.

      Com isso ele conseguirá apresentar na faculdade, junto com os demais documentos.

      Vocês podem fazer Educação Domiciliar até quando vocês quiserem, pré escolar, fundamental, médio, ou seja, o Ensino Básico Todinho! 😉

      Abraço, obrigada pelo seu comentário.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado. Os campos marcados devem ser preenchidos *