A importância da Rotina

A importância da Rotina

Sempre quando falo de rotina é provável que venha a sua mente algo chato que sempre precisa ser feito do mesmo modo. Rotina tem uma “má fama” se podemos rotular assim. Rotina não é vista como uma “ferramenta” de produtividade, mas um modelo de coisas chatas que precisam ser feitas de um mesmo modo.

Contudo, posso afirmar que muitos têm um pensamento errôneo sobre o que é Rotina.

Rotina é o hábito de fazer sempre a mesma coisa, é um mesmo caminho para executar uma tarefa.

Muito do nosso estresse e falta de percepção de tempo é por termos uma vida de bagunça. Por mais que, às vezes, pensamos que nossa vida é organizada, quando não temos “regras” para o nosso dia significa necessariamente que alguém tem por nós.

Como assim?

Se você não toma a frente das coisas que precisam ser feitas em sua casa, alguém irá tomar. Pode ser uma visita inesperada, pode ser uma rotina desgastante com seus filhos, pode ser a falta de noção da hora do almoço ou hora de dormir. Você fica levando a vida e deixando a vida te levar.

A primeira etapa, que eu chamo de etapa 0.1 para quem deseja educar seus filhos em casa e para quem deseja ter uma vida mais organizada é ter uma rotina minimamente organizada. Você pode até achar que “perder” tempo com isso é perder, todavia, você estará ganhando tempo. Você estará tomando à frente das coisas que realmente são importantes.

Afinal, qual é a sua prioridade? Leia este artigo e reflita.

É fácil ter uma rotina?

Não. Principalmente para quem nunca teve ou tem dificuldade de se organizar. Posso falar isso com muita propriedade, pois sou a pessoa mais enrolada que conheço. Apesar de ter e estar mudando com o tempo e por muito incentivo da minha amada esposa, Vanessa, muito ainda precisa ser melhorado.

Quando olho pra trás vejo os benefícios que ter uma vida mais organizada tem me trazido.

Neste vídeo abaixo falo um pouco de um mal que afeta muitos de nós.

Agora apesar de não ser algo fácil, ter uma rotina é algo simples. Veja um exemplo prático de uma rotina de um dia qualquer em uma família educadora.

7h – pais acordam

8h – crianças acordam

8h30 – café da manhã [devocional]

9h -11h – momento de estudo

11h – família se une para preparar o almoço

12h – almoço

13h – 14h – descanso

14h – 15h – hora livre, leitura, conversa

15h – 17h – momento de estudo, visita externas

17h30 – café da tarde

18h – 19h – tempo livre, conversa com os pais

19h30 – jantar

20h30 – culto domiciliar

21h – crianças cama

Este é um exemplo. Cada família é uma família, cada casa é uma casa. Alguns dormem mais cedo, outros mais tarde, pegue a ideia do que seria uma rotina.

Mas Emerson, e se um dia furar e não der pra fazer algo? É exceção. Não se estresse. Você vai inclusive perceber quando isso acontecer vai querer voltar logo pra rotina.

Avalie inclusive que os pais têm do momento que as crianças vão dormir até a manhã do dia seguinte para ter um momento a sós, momento de estudos, momento extremamente importante do casal e que precisa acontecer.

Vejo muitas rotinas tão exaustivas que este momento some. A mãe está tão exausta que esquece dela e do marido. Isso é um erro. Educação domiciliar deste modo pode ser o inverso do que você está se propondo.

Rotina, avalie. Tenha uma. Peça ajuda. Monte e teste. Se algo não der certo, mude. Rotina precisa ser adaptada, cada família tem a sua. Veja o que é melhor pra você.

Aqui disponibilizo um material de apoio que foi montado para a palestra que fiz no CONOED de 2018, talvez ele te ajude com a indicação de alguns livros e uma lista de perguntas para você se organizar.

Não esqueça, sua rotina precisa estar organizada ou em processo de organização antes de você querer ser a mãe ou o pai expert em educação domiciliar. Dê um passo para trás. Depois verá os benefícios desta escolha.

Leia este excelente artigo que traduzimos do Rev. Richard Baxter: “Instruções para usar seu tempo diário de forma sagrada“.

Um abraço,

Emerson Almeida

Artigos Relacionados

Sobre o autor Ver todos os posts Autor do site

Emerson Almeida

Cristão Reformado, membro da Igreja Protestante Reformada em Joinville (SC), casado com Vanessa Almeida e pai do Eric.

32 ComentáriosDeixe um comentário

  • Organizar a rotina da família é realmente essencial, e é impressionante como muda tudo, foi um divisor de águas aqui em casa, aconselho que as famílias organizem a rotina, e coloquem em prática.

  • Não é fácil se manter na rotina, porém aqui em casa estou fazendo o possível para encontrar uma que se encaixa no nosso dia a dia. O que mais me gasta tempo são os afazeres domésticos e a preparação do alimento, então estou em um processo de congelar tudo e me organizo o máximo possivel antes de dormir. Vejo na rotina uma grande aliada para conquistar os meu objetivos e conseguir praticar o homescholling porque o dia passa voando e se não nos organizarmos não conseguimos dar conta de tantos afazeres…

  • Rotina é realmente uma bênção! É necessário disciplina, mas com perseverança os frutos vem!

  • Ter uma rotina é realmente fundamental na Educação Domiciliar. Exige muita disciplina, mas com perseverança e sobretudo a ajuda do Senhor, os resultados vem.
    As coisas fluem e andam quando se está organizado!

  • A disciplina é de suma importância para se conseguir realizar a ED. Porém é um desafio diário para nos reeducarmos. Mas conseguindo, colhemos os frutos.

  • Não é fácil manter a rotina, mas vejo a grande importância que ela tem na ED. Também tenho dificuldade de conseguir dar conta das tarefas domésticas, e, às vezes, isto me desanima bastante. Por isso, estou pesquisando formas e dicas de como dar conta de tudo. Que o Senhor me ajude a ter perseverança e disciplina na rotina!

  • Rotina, só eu sei o quanto preciso me adaptar a seguir uma e adaptar a que fiz para se encaixar bem aqui em casa.
    Preciso rever os horários aqui de casa antes de começar a fazer os estágios da faculdade.
    Vou copiar essa que você disponibilizou e adaptar para ver se dá certo aqui.
    Obrigado pelo artigo, Emerson!

  • Quando não se sabe exatamente o que fazer perdemos tempo, quando sabemos o que temos que fazer o senso de justiça nos impulsiona, por isso é importante definir e colocar estampado, assim sai do papel e vai sendo natural.

  • Amo rotina! Meu problema é o contrário da maioria tenho muita dificuldade de abrir exceção e por incrível q pareça isso tb é um problema. Mas o homescholing tem sido uma ferramenta do Senhor na minha vida pra encontrar esse equilíbrio. Muito bom o artigo Emerson!

  • A Educação Domiciliar tem nos feito refletir e transformar muito maus hábitos que aos poucos estamos colocando nos eixos. Aprendi muito com as aulas da plataforma sobre a importância dessa rotina planejada. Educar em casa exige organização de fato e isso não vem da noite para o dia. Que a Graça de Deus nos capacite a cada dia.

  • Este texto e vídeo é muito importante e todos nós devemos leva-lo em conta.
    Tenho uma experiencia própria. Assim que o Joshua e a Annie Joy Nasceu iniciei a rotina com eles, eles estão tão acostumados que seguem sem argumentar um dia tirei um sábado e disse hoje é dia de não fazer nada, não precisa seguir a rotina diária foi então que meu filho Joshua falou : -Mas como assim Mama? eu disse: -Dia de descanso da rotina.
    Após um tempo sem fazer nada e circular pela casa.
    – Mama e agora oque eu posso fazer? Já cansei de não fazer nada é chato não fazer nada, ai ele sozinho voltou a rotina.
    Na nossa vida tudo gira entorno de rotinas, horários estipulados por exemplo os bancos tem hora para abrir o comercio também, todos tem horário para entrar e sair do serviço e assim segue a lista. Com rotina a vida fica fácil.

  • Goatei muito. Sem dúvida a rotina é essencial e trás muitos benefícios para nossas famílias. A perseverança em manter a rotina é um grande desafio.

  • Desde que começamos o HS ha quase um ano essa tem sido nossa luta diária: rotina. Temos travado grandes lutas para ajustar o horario familiar. Meu marido é noturno eu diurna e cada filho puxou um pai. É como vc disse, nunca consegui cumprir a risca toda nossa rotina e isso me gerava grande frustração e angustia. Mas ate nisso vemos a mão de Deus agir dizendo: para, respira, avalie sua prioridades, recomece. Que o Senhor nos abençoe a encontrar o equilibrio para uma rotina saudável e feliz!

  • A educação domiciliar tem transformado a vida da minha família. Aos poucos vamos conseguindo nos organizar e a rotina tem sido essencial. Nem sempre é fácil, no início ficava tentando seguir exemplos de outras famílias, mas logo percebi que minha família é única e tem seu próprio ritmo. Nós temos filhos em idades muito diferentes (20anos/12 anos e 2anos),mas graças a Deus estamos prosseguindo.

  • Manter uma rotina ajuda demais!!!
    Nós que acabamos de nos mudar estamos na fase de ajustes, mas muita coisa já está andando bem, graças a Deus.

  • É exatamente por esse aprendizado que inicio meu caminho de mãe educadora. Apesar de minha bebê ter apenas 5 meses, já entendi que a questão da rotina precisa estar “redondinha” para que o processo de ensino em casa não seja um fardo para a família.

  • Aqui em casa temos conseguido seguir a rotina, as vezes por algum motivo específico fugimos um pouquinho, mas tento não me estressar, não gosto de atrapalhar o soninho da tarde da minha filha pq sei o quão é importante ter esse descanso, caso precise sair eu aguardo ela acordar para irmos, senão fica enjoadinha, e mesmo sendo tão pequena, já percebi q o melhor horário para estudar será de manhã, e a tarde fica mais para passear, atividade extracurricular, brincar, leituras ( em todos os períodos). Acho q o primeiro vídeo q eu vi de vcs foi sobre por onde começar e já me chamou atenção. Obrigada pelas dicas!

  • Começamos uma rotina estruturada aqui em casa quando nasceu nosso primeiro filho, 9 anos atrás. Ela me ajudava a perceber como estava a amamentação e graças a ela nunca houve aqui em casa o martírio da noites acordadas, nem com o primeiro nem com o segundo filho, quando o bebê se alimenta bem de dia, ele dorme bem a noite.

    Agora que começamos a educação domiciliar, percebo o quanto este hábito que já tínhamos cultivado é fundamental.
    As crianças sabem que pra tudo tem um momento certo, eles ficam menos ansiosos.

    Aqui em casa, eu defino o cronograma diário com o marido e construímos um pequeno painel com a participação dos meninos, percebi com o tempo que não adianta só eu ter a rotina na minha cabeça, isso sobrecarrega a mãe.

    Quando eles produzem o painel/cartaz com a rotina (fazendo colagens, desenhos, etc) eles absorvem a sequência e horários e eles mesmos passam a administrar o tempo.

  • Sempre gostei de rotinas, mesmo quando era adolescente gostava de estipular horários para fazer determinadas coisas. O meu problema era que eu sobrecarregava demais a rotina programada, fazia um plano que seria o perfeito pra mim, mas acabava me frustrando por não conseguir cumpri-lo.
    Depois que minha primeira filha nasceu e mais ainda quando veio a segunda, fui aprendendo que o importante é ter uma rotina viável, possível de ser colocada em prática. Hoje, mesmo sendo ainda pequenas, as meninas já sabem o que vamos fazer em cada parte do dia e principalmente a mais velha parece sentir-se mais feliz e segura quando nossos dias são “normais”, ou seja, quando seguimos certinho nossa rotina.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado. Os campos marcados devem ser preenchidos *